Bioma Amazônia

Programa de Aceleração do PPA

Busca fortalecer o ecossistema de negócios de impacto socioambiental na Amazônia e alavancar uma nova economia na região.

 

Parceiro: Idesam – Instituto de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia

 

Foto: arquivo Idesam

O Programa de Aceleração do PPA (Plataforma Parceiros pela Amazônia) tem como proposta fortalecer negócios que valorizam a sociobiodiversidade, em contraponto ao desmatamento ilegal e atividades predatórias. São negócios nas áreas de: agricultura e pecuária sustentável; manejo e produção florestal sustentável e produtos da sociobiodiversidade; e educação e bem estar aliados à conservação do meio ambiente.

O programa funciona por meio de uma chamada e seleção anual de negócios e oferece mentorias em assuntos estratégicos ao negócios, como contabilidade, aspectos legais, design e comunicação, além de espaços de co-working e colaboração e acesso a investimentos.

Durante o programa de aceleração o empreendedor poderá se candidatar a receber bolsas de estudos ou apoio logístico (custeio de viagens e hospedagem) para participar de conferências, feiras, cursos ou eventos de capacitação que tenham o potencial de contribuir ou alavancar significativamente o desenvolvimento da sua empresa.

Workshops oferecidos:

– Inovação em Modelos de Negócios e Construção de Indicadores de Impacto
– Estratégias de mercado, comunicação e marketing
– Ferramentas de gestão
– Storytelling e negociações de sucesso

*****************************************

Primeira chamada (2018)

Em 2018, o programa realizou sua primeira Chamada de Negócios, recebendo 81 inscrições. Destas, 15 foram selecionadas para participar do Programa de Incubação e Aceleração da PPA, que aconteceu durante o ano de 2019 e incluiu a realização de oficinas e workshops, mentorias, assessoria jurídica e contábil, bolsas de estudo e a viabilização de espaços de coworking para as startups e empreendedores selecionados em seu portfólio.

Os 15 participantes da primeira fase do programa são: Da Tribu, 100% Amazônia, Awí Super Foods, Broto Tecnologia Agrícola, Coopmel, Chocolates De Mendes, Ecopainéis de Fibra de Açaí, Encauchados de Vegetais da Amazônia, Tipiti, Manaós Tech, Onisafra, Sustente Ecosoluções, Ração Mais, Peabiru e Manioca.

*****************************************

Segunda Chamada (2019)

Selecionadas entre 201 inscritos, 15 iniciativas foram selecionadas para participar do Programa em 2020 e já concorrem a investimentos de até R$ 800 mil durante uma rodada de negócios em dezembro de 2019. As iniciativas se conectam com 14 dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) para a Agenda 2030. Os negócios selecionados trazem soluções em: agricultura e pecuária sustentável, manejo e produção florestal, produtos e serviços ambientais, educação para a conservação do meio ambiente, mitigação e adaptação às mudanças climáticas, entre outros.

Foram selecionados para a rodada de aceleração 2020: Academia Amazônia Ensina, Cacauway, Coex Carajás, CODAEMJ, Instituto Ouro Verde, ManejeBem, Na Floresta, NavegAM, Nossa Fruits, Oka, ONF Brasil, Prátika Engenharia, Serras Guerreiras de Tapuruquara, Taberna da Amazônia e Tucum.

A Chamada de Negócios PPA 2019 teve coordenação do Idesam, e parceria estratégica e apoio financeiro de USAID, CIAT, Instituto Humanize e Fundo Vale. Contou também com a parceria da Pipe Social, Centro de Empreendedorismo da Amazônia, Instituto Centro de Vida (ICV), Fundação CERTI, Fundação Rede Amazônica, FIIMP, Sitawi, ICE, NESsT e Conexsus e apoio das seguintes empresas e organizações: Natura, Instituto Peabiru, Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam) Bemol, DD&L, Whirpool Cervejaria Ambev, Beraca, Agropalma, Abrapalma, Althelia e Grupo Rede Amazônica.

Saiba mais em: http://aceleracao.ppa.org.br/

O que é a Plataforma PPA

Plataforma de Parceiros pela Amazônia (PPA) nasceu com o objetivo de liderar a construção de soluções inovadoras para o desenvolvimento sustentável na Amazônia junto a empresas e o setor privado, priorizando investimentos em negócios de impacto socioambiental. Na prática, a PPA atua na incubação e aceleração de empreendedores, na realização de estudos estratégicos para ampliação de investimentos e por meio da parceria entre empresas, comunidades e governos.

A coordenação executiva da PPA é exercida pelo Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (IDESAM), a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), Centro Internacional de Agricultura Tropical (CIAT), a Equipe de Conservação da Amazônia (ECAM) e o Instituto Peabiru.

Ficha técnica:

Objetivo geral

Fortalecer o ecossistema de negócios de impacto socioambiental na Amazônia e alavancar uma nova economia na região.

Início

Julho de 2019

Duração

18 meses