Acesse o documento que resume os aprendizados do Fundo Vale na implementação de uma estratégia com foco em cadeias produtivas e negócios sustentáveis na Amazônia. Fechar

18 de Junho de 2018

Está aberta a 1ª Chamada Bons Negócios pelo Clima para iniciativas de impacto socioambiental

1ª Chamada Bons Negócios pelo Clima realizada pela Climate Ventures e ClimateLaunchpad lança desafio para os negócios de impacto socioambiental. Fundo Vale é parceiro da iniciativa. Inscrições para a chamada estão abertas até o dia 17 de agosto.

Os negócios selecionados participarão de uma imersão no Ecossistema de Inovação da Fundação CERTI, em Florianópolis, e irão apresentar seus pitches no primeiro Summit de Negócios pelo Clima, em São Paulo, que envolverá os principais atores do país no setor de clima: organizações sociais, investidores-anjo, empresas e fundos de investimento.

Três finalistas ainda vão representar o Brasil na ClimateLaunchpad, maior competição mundial de ideias de negócios verdes, que acontece em Edimburgo, na Escócia, em novembro. Inscrições para a chamada estão abertas até o dia 17 de agosto.
Em 2015, por meio do Acordo de Paris, 195 países se comprometeram a reduzir as emissões de gases de efeito estufa e agir para combater o aquecimento global. Entre eles, o Brasil, sétimo maior emissor de gases poluentes do mundo e que tem como missão reduzir 37% de suas emissões até 2025, como estabelecido em sua Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC). A questão climática é tratada como um desafio econômico e social e a construção de uma economia de baixo carbono como a solução para as consequências da mudança no clima.

Para encontrar e fomentar negócios e ideias que promovam uma economia mais regenerativa, circular e de baixo carbono, o Instituto Climate Ventures Brasil e a ClimateLaunchpad, com correalização da Aoka e do Instituto Clima e Sociedade (ICS), lançam a 1ª Chamada Bons Negócios pelo Clima.

Por meio do mapeamento, que tem apoio da Pipe.Social, Fundação CERTI, Fundo Vale e Instituto Arapyaú, também será realizada a etapa brasileira da edição 2018 da competição ClimateLaunchpad, a maior competição mundial de ideias de negócios verdes.

A Chamada trará um panorama das soluções e inovações tecnológicas desenvolvidas por empresas, organizações, inovadores, empreendedores e ativistas do país para integrar o ecossistema de negócios que investe na conservação florestal e uso econômico consciente dos recursos naturais. Entre os temas buscados estão soluções independente da fase de desenvolvimento do negócio voltadas para: Gestão da Água; Gestão de Resíduos; Agropecuária; Energia; Logística; Uso do Solo e Florestas.

Serão escolhidas até 10 inovações na primeira etapa da Chamada para participar de uma rodada de apresentação para investidores, parceiros e representantes da Climate Ventures. Cinco desses finalistas serão convidados a participar, em outubro, de uma imersão de dois dias no Ecossistema de Inovação da Fundação CERTI, em Florianópolis.

Além disso, o grupo de finalistas em estágio inicial do negócio terá a chance de competir entre os dias 1 e 2 de novembro na ClimateLaunchpad 2018, em Edimburgo, na Escócia, a maior competição mundial de ideias de tecnologias verde, ao lado de outras três projetos em estágio inicial selecionados na Chamada. O prêmio na etapa internacional inclui a aceleração pela Climate-KIC Accelerator (UE) para os dez primeiros colocados e 10 mil euros para o primeiro colocado mundial.

Os negócios selecionados na Climate Ventures e as ideias escolhidas para a ClimateLaunchpad Brasil irão apresentar seus pitches a investidores-anjo, parceiros, aceleradoras e diversos membros do ecossistema de negócios no primeiro Summit de Negócios pelo Clima, em São Paulo. O evento vai envolver os principais atores do país no setor de clima: organizações sociais, investidores, governo, empresas e fundos de investimento.

As inscrições dos projetos estão abertas e devem ser feitas até o dia 17 de agosto no site http://climateventures.co/chamada.html
ÁREAS DE IMPACTO DOS NEGÓCIOS

  • Gestão da água: todos os negócios com soluções de impacto ambiental para o segmento como sistemas de monitoramento, aproveitamento das águas pluviais, reutilização, biodigestores, práticas sustentáveis etc.
  • Gestão de resíduos: negócios com propósito de reduzir, reciclar, reutilizar ou fazer tratamento dos resíduos de todos os tipos. Entre as soluções, o upcycling na indústria da moda que usa a reciclagem e reaproveitamento de materiais, tratamento de resíduos orgânicos, softwares etc.
  • Agropecuária – negócios com soluções para agricultura, pecuária, produção, distribuição, vertical farming, fazendas urbanas, pecuária regenerativa, tecnologias para dar escalabilidade às produções orgânicas etc.
  • Energia – negócios para geração de energia inteligente, eficiência, distribuição, solar, eólica, bioenergia, smart grids, windfloat etc.
  • Logística – desde transporte de carga, com planejamento otimizado da distribuição de produtos ou transporte de pessoas à soluções em mobilidade urbana.
  • Uso do solo – todos os tipos de soluções com impacto ambiental positivo na agricultura, pecuária, silvicultura, piscicultura etc.
  • Florestas – soluções na recuperação, conservação, manejo, cultivo, extrativismo etc.