Acesse o documento que resume os aprendizados do Fundo Vale na implementação de uma estratégia com foco em cadeias produtivas e negócios sustentáveis na Amazônia. Fechar

25 de Novembro de 2019

GSG Summit: a revolução do impacto!

Fundo Vale participa da comitiva Brasileira do GSG Impact Summit, evento que reuniu em Buenos Aires as principais lideranças mundiais no tema.

Parte da Comitiva Brasileira, que movimentou os corredores do GSG Summit, em Buenos Aires (Argentina).

*****************************************

Aconteceu na última semana, em Buenos Aires, o fórum mundial promovido pelo Global Steering Group for Impact Investment, grupo que atua em mais 23 países para catalisar investimentos de impacto social e ambiental. O Fundo Vale fez parte da comitiva brasileira, que reuniu mais de 40 representantes de organizações que atuam no tema aqui no Brasil. O evento contou com a participação de mais de 450 investidores, filantropos, gestores públicos e líderes de negócios de impacto e do terceiro setor de 40 países.

Para Sir Ronaldo Cohen, presidente do GSG, investir apenas para obter retorno sobre o dinheiro não faz sentido. “O capitalismo nos serviu bem nos últimos 250 anos, mas se tornou insustentável em sua forma atual, precisa de mudanças radicais”, avaliou Sir. Cohen, capitalista que fez fortuna no mercado financeiro e fundou a Associação Britânica de Venture Capital. “A revolução do impacto não tem volta. Nasce da ideia de que podemos focar em lucro com impacto socioambiental positivo, redirecionando grandes fluxos de investimento para negócios que vão melhorar o mundo”, disse.

Temas como o papel dos governos no investimento de impacto, mensuração de impacto, venture philanthropy (filantropia estratégica), Social Impact Bonds, ODS e investimento de impacto, atuação em rede, fizeram parte do evento. No Summit, também foi assinado um acordo entre GSG e PNUD para atuarem em conjunto visando impulsionar a implementação dos ODS.

O investimento de impacto vem crescendo em volume de recursos em todo o mundo. Este ano chegou a meio trilhão de dólares, dobrando o montante investido nos últimos dois anos, segundo especialistas. Para Márcia Soares, responsável pela Gestão de Parcerias e Redes no Fundo Vale, o Brasil ainda tem muito a avançar nesse tema, mas já se destaca dentre os países em desenvolvimento. “Ficou claro no evento que temos um ecossistema de impacto muito promissor no Brasil, e que cada vez mais estamos atraindo o mercado tradicional e pessoas físicas que querem investir com propósito”, contou.

– Não há prosperidade no ambiente de negócios sem uma sociedade próspera. Por isso temos que integrar recursos de diferentes origens – do setor privado, da filantropia, dos governos e dos próprios indivíduos – para reconstruir o mundo com menos desigualdades sociais e mais conservação ambiental. E isso tem sido chamado de blended finance – acredita Márcia.

SOCAP Pocket na Argentina

Após o GSG Summit, foi realizado ainda em Buenos Aires uma mini edição de um dos maiores eventos que reúnde empreendedores e investidores de impacto nos Estados Unidos: o SOCAP – Social Capital Markets. A iniciativa está na vanguarda da economia de impacto global emergente e tem a proposta de reunir ideias e capital para catalisar a mudança mundial. Trata-se de uma rede de investidores, empreendedores e líderes de impacto social que lidam com os desafios mais difíceis do mundo por meio de soluções baseadas no mercado. Por mais de dez anos, têm promovido uma série de eventos, iniciativas e parcerias que alavancam o poder e a eficácia da colaboração.

 

Leia mais em: https://www1.folha.uol.com.br/empreendedorsocial/2019/11/drconsulta-ganha-premio-internacional-em-cupula-global-de-investidores-de-impacto.shtml