Acesse o documento que resume os aprendizados do Fundo Vale na implementação de uma estratégia com foco em cadeias produtivas e negócios sustentáveis na Amazônia. Fechar

22 de Novembro de 2016

Livro narra história do primeiro contato do povo Suruí

Lançado nesta semana, o livro “Histórias do começo e do fim do mundo – o contato do povo Paiter Suruí” traz narrativas tradicionais e depoimentos de 16 anciãos que vivenciaram o contato deste povo com os brancos e conflitos resultantes, na década de 60. O objetivo é valorizar e divulgar a cultura Paiter.


Livro narra a história do primeiro contato do povo Suruí com os brancos

Livro narra a história do primeiro contato do povo Suruí com os brancos

22 de novembro de 2016 – Com lançamento previsto para esta quinta, dia 24 de novembro, na Câmara Municipal de Cacoal (RO), o livro “Histórias do começo e do fim do mundo – o contato do povo Paiter Suruí” traz narrativas tradicionais e depoimentos de 16 anciãos que viveram o tempo antigo, de andanças livres pelas florestas de Rondônia e o tempo da invasão de seu território tradicional, que resultou em conflitos e no contato com a frente de atração da Funai, em 1969.

Homens e mulheres contam suas histórias pessoais, falam sobre a tradição do povo Paiter, das alegrias vividas num tempo de união entre os vários clãs, relembram as festas e rituais que moviam o cotidiano das aldeias, seus hábitos alimentares, seus métodos de cura e de convivência com a natureza. Narram episódios antigos, que passaram de geração a geração, falam dos conflitos com outros povos indígenas da região e das consequências irreversíveis do encontro com o yara, o homem branco.

Para Gaami Anine Suruí, que coordenou a produção da obra e é um dos narradores, este livro é de extrema relevância para o futuro do povo Suruí. “É importante para nós que estamos aqui e para as novas gerações que virão. Para que todos saibam o significado do que é ser Paiter Suruí”, afirma.

Resultados de quase um ano de trabalho, o livro foi construído por meio de visitas às várias aldeias da Terra Indígena Sete de Setembro, onde vivem os anciãos. Os autores, com suas histórias emocionantes, refletem e fazem pensar muito sobre os impactos dos desencontros de um povo rico, forte e orgulhoso com a sociedade ocidental.

O livro foi editado em português a partir da tradução dos depoimentos realizados no idioma Paiter, por jovens que dominam os dois idiomas. Um breve contexto histórico, fontes de informação e glossário completam o conteúdo. Apresenta, ainda, fotografias do período do contato e ilustrações realizadas por jovens Paiter.

O trabalho foi realizado em parceria com Forest Trends, em sua Iniciativa Comunidades, Fundação Ikea e Fundo Vale, que apoiaram a fase de pesquisa, as viagens a campo e a edição do livro. A concepção, edição de textos e coordenação editorial ficaram a cargo da Editora Ikore e o livro será distribuído gratuitamente para as escolas e aldeias Paiter Suruí e também para outras organizações e escolas indígenas, centros de pesquisa e pessoas interessadas.

A Iniciativa Comunidades da Forest Trends é parceira dos povos indígenas e das comunidades tradicionais na garantia de seus direitos, na conservação de suas florestas, culturas e costumes, e na promoção do seu bem viver.

Mais informações em  ikore@ikore.com.br