Realizada pela Audisa Auditoria e Consultoria Fechar

25 de Fevereiro de 2020

Programa de aceleração do PPA inicia sua jornada

Integrantes dos 15 negócios selecionados na rodada 2020 participaram de oficina de modelagem de negócios e construção de indicadores

Reunidos durante cinco dias (17 a 21/02), integrantes dos 15 negócios selecionados pelo Programa de Aceleração da Plataforma Parceiros pela Amazônia participaram de uma oficina de modelagem de negócios e construção de indicadores com o objetivo de apoiá-los na construção e no aprimoramento de modelos de negócio e indicadores de resultado e impacto.

A programação foi direcionada ao diagnóstico do estado dos negócios, criação de um plano de desenvolvimento individual e aprofundamento de um olhar pessoal para os empreendedores, fomentando ao máximo o ambiente de trocas e a construção de redes. Também foram abordados fluxo e modelo de negócio, geração de receita, avaliação e monitoramento e cultura organizacional.

O encontro foi facilitado pela Sense-Lab e Move Social, parceiros do Programa e idealizadores do Modelo C, e também pela Maniê, consultoria que apoia o desenvolvimento de pessoas e organizações que buscam gerar impacto positivo.

Uma das particularidades do Programa de Aceleração da PPA é a customização a partir das necessidades dos próprios negócios acelerados. Assim, além dos planos de ação individuais construídos ao longo desses cinco dias, o grupo sugeriu temas a serem abordados nos próximos encontros presenciais, que deverão acontecer nos meses de abril e junho. O Programa tem seis meses de duração, e inclui ainda mentorias individuais, assessoria jurídica, contábil e de marca, bolsas para participação de eventos e cursos.

O grupo que participa do Programa de Aceleração da PPA em 2020 é composto por negócios que trazem soluções em agricultura e pecuária sustentável, manejo e produção florestal, produtos e serviços ambientais, educação para conservação do meio ambiente, mitigação e adaptação às mudanças climáticas, dentre outros. Três cooperativas extrativistas integram a turma, o que proporcionou também trocas bastante construtivas entre elas desde o primeiro dia.

Dos 15 negócios participantes, seis estão localizados no estado do Amazonas, quatro no Pará, dois em Mato Grosso, dois no Rio de Janeiro e um em Santa Catarina. Pela primeira vez, durante o processo de seleção dos negócios, o Programa de Aceleração abriu a possibilidade de inscrição para empresas sediadas em outras regiões do país, desde que estivessem dispostas a abrir endereço na região Norte em até seis meses após o início do Programa.

O Programa de Aceleração da PPA se destaca por estar 100% dedicado ao empreendedor que atua na floresta Amazônica, às suas demandas e realidades regionais. Além do processo de incubação e aceleração dos negócios, o programa oferece oportunidades de investimento, cooperação, networking e a criação de uma comunidade de negócios sustentáveis interconectados.

É liderado por um grupo de empresas da PPA, coordenado pelo Idesam e conta com apoio estratégico e financeiro da USAID, CIAT, Instituto Humanize e Fundo Vale.

Lei na íntegra em http://aceleracao.ppa.org.br/turma-de-2020-do-programa-de-aceleracao-da-ppa-inicia-sua-jornada /