Acesse o documento que resume os aprendizados do Fundo Vale na implementação de uma estratégia com foco em cadeias produtivas e negócios sustentáveis na Amazônia. Fechar

10 de Dezembro de 2019

Rodada de investimentos da PPA aporta R$ 4,8 mi em negócios de impacto amazônicos

Iniciativa fomenta modelos de negócios que criam soluções econômicas para o desenvolvimento sustentável, gerando renda para produtores, comunidades e povos indígenas que mantêm a floresta em pé

Startups selecionadas para participar do Programa de Aceleração da Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) se reuniram em Manaus para uma rodada de negócios com investidores de impacto, institutos e fundações filantrópicas. A apresentação dos pitches aconteceu no dia 05/12 em Manaus.

Foram investidos ao todo R$ 4,8 milhões em 9 negócios de impacto, que atuam nas áreas de produção de alimentos, geração de energia, extrativismo sustentável, educação ambiental, logística de transporte fluvial e plataforma de comercialização: Na Floresta, Coex Carajás, Oka Sucos, Prátika Engenharia, Tucum Brasil, Academia Amazônia Ensina, NavegAM, Manioca e Onisafra.

O valor investido nos negócios é quatro vezes maior do que o investido na rodada de negócios promovida pela PPA em 2018, que contabilizou um total de R$ 1,1 milhão. Os investidores da rodada 2019 foram SITAWI, USAID, Conexsus, Fundo Vale, Instituto Humanize, FIIMP, Grupo Rede Amazônica e Althelia Funds, quase todos membros da PPA.

“A rodada superou totalmente nossas expectativas. Ficamos surpreendidos com o estágio de desenvolvimento dos negócios e com o quanto eles estão prontos para receber investimento e iniciar um processo de expansão”, avalia o coordenador executivo da PPA e diretor de novos negócios do Idesam, Mariano Cenamo. “Essa rodada foi um pouco diferente da que realizamos no ano passado, sobretudo porque muitos negócios ainda estavam em fase de modelagem do negócio e inícioinicio de operações. Com esse novo grupo, um grande foco será desenvolver  estratégias de mensuração e comunicação de impacto de seus negócios”, avalia.

Um dos investidores da rodada, o Fundo Vale, atua há dez anos na Amazônia apoiando projetos de desenvolvimento local por meio da filantropia, tem olhado com mais atenção para o ecossistema de negócios de impacto em expansão na floresta: “A gente aprendeu, nesse tempo todo, que não é possível transformar se não oferecemos novas possibilidades para a economia local, de mudança de mentalidade. E isso não conseguimos só com o modelo tradicional da filantropia. Agora estamos olhando mais para esse viés de negócios de impacto, e essa rodada de negócios superou nossas expectativas. Apoiamos hoje três negócios, mas vários outros, quando ganharem maturidade, volume de produção e serviços, têm grandes possibilidades de fazer conexões com trabalhos que o Fundo Vale vem fazendo, inclusive na área de restauração e preservação de florestas. Isso é só o início. Temos um potencial incrível pela frente se ajudarmos esses negócios a se desenvolverem”, avalia Márcia Soares, do Fundo Vale.

Leia na íntegra em https://idesam.org/rodada-de-negocios-da-plataforma-parceiros-pela-amazonia-investe-r-48-mi-em-negocios-de-impacto-amazonicos/