11/04/22
- Compromisso Voluntário Florestal- Novidades do Fundo Vale

O Fundo Vale, em parceria com a Palladium, convida para o Mapeamento de Negócios Agroflorestais do Brasil: Aproximação das iniciativas de arranjos produtivos escaláveis com o Fundo Vale, inscrições para negócios de impacto socioambiental positivo que tenham potencial de escala e atuem com modelos produtivos sustentáveis de recuperação, como os Sistemas Agroflorestais. Os empreendimentos farão parte de um banco de negócios e serão avaliados em relação a potenciais com a estratégia para atingir a Meta Florestal Vale 2030.

Prorrogadas as Inscrições para até 02 de maio!

Assista abaixo o webinar sobre a iniciativa, com dúvidas e respostas.

Poderão se inscrever e serão avaliados, negócios com impacto positivo em qualquer bioma brasileiro – com prioridade para a Amazônia – focados em recuperação de paisagens. Devem utilizar práticas de manejo sustentável e promover impacto socioeconômico positivo, com geração de valor compartilhado, por meio da geração de emprego e renda no campo, além de recuperação da biodiversidade e sequestro de carbono.

A busca é por empreendimentos que se provem economicamente viáveis, com potencial de geração de créditos de carbono e estejam preferencialmente em fase de expansão (negócios em estágio de operação piloto ou início da validação comercial também serão considerados). Devem implantar arranjos produtivos sustentáveis com capacidade de escala, como sistemas silviculturais, agroflorestais, consórcios e demais sistemas sustentáveis e regenerativos.

Sobre a Meta Florestal Vale 2030

A Meta Florestal 2030, da Vale, tem o objetivo de proteger e recuperar 500 mil hectares de áreas no Brasil até 2030. Desses 500 mil hectares, 400 mil se referem à proteção de áreas com florestas e os outros 100 mil à recuperação de áreas.

A estratégia de recuperação destes 100 mil hectares, sob coordenação do Fundo Vale, tem um componente de inovação inédito no Brasil, porque inclui fazê-lo a partir do investimento financeiro, aceleração e fomento a negócios e startups com foco em sistemas agroflorestais com diversos arranjos produtivos.

A Palladium é uma das instituições parceiras desta estratégia e responsável pelo processo de mapeamento e seleção dos novos negócios que devem compor o portfólio de investimentos no futuro.

Saiba mais sobre a estratégia inovadora e inédita coordenada pelo Fundo Vale para a Meta Florestal Vale 2030 aqui.

Sobre o que buscamos

Estamos mapeando negócios focados em recuperação de áreas que utilizem técnicas inclusivas e sustentáveis em seu processo. Os empreendimentos devem, preferencialmente, demonstrar potencial para geração de créditos de carbono e promover impacto socioeconômico positivo, por meio da geração de emprego e renda no campo, além de contribuir com a recuperação da biodiversidade em qualquer bioma brasileiro.

Também devem se provar economicamente viáveis e estarem preferencialmente em fase de expansão (negócios em estágio de operação piloto ou início da validação comercial também serão considerados). O core do negócio deve ser a implantação de arranjos produtivos sustentáveis, como sistemas silviculturais, agroflorestais ou modelos produtivos consorciados, e que tenham capacidade de expansão e escala com potencial de geração de créditos de carbono certificados por meio do sequestro de carbono da atmosfera. Será valorizada a capacidade de alavancagem de investimentos de outros coinvestidores e envolvimento de potenciais offtakers ou compradores dentro de suas cadeias produtivas, com especial atenção para a Região Amazônica.

Muito importante: Buscamos negócios que executem a recuperação de áreas diretamente no campo, por meio de terras próprias, arrendamentos ou modelos de parcerias, e não empresas intermediárias ou que ofereçam algum suporte para estas atividades.

Sobre o Processo de Mapeamento

O empreendimento interessado em integrar o banco de negócios deve, inicialmente, preencher e enviar o formulário de inscrição entre os dias 12 e 29 de abril. Após esta data, os negócios que estiverem aderentes ao perfil buscado, serão contactados para uma fase de entrevistas.

As empresas de maior potencial seguirão para etapa seguinte, que consiste em uma breve apresentação do negócio a um comitê responsável por selecionar os participantes do banco de negócios, na data a ser informada ao longo do processo.

Serão observados aspectos como:

  • Contribuição para o impacto positivo no alcance da Meta Florestal Vale 2030;
  • Capacidade e interesse em receber recursos financeiros retornáveis do Fundo Vale;
  • Capacidade de gestão do negócio e histórico de recuperação de áreas;
  • Capacidade de articulação de outras parcerias com offtakers;
  • Diversidade dos sistemas produtivos e parcerias com pequenos produtores;
  • Potencial de expansão do negócio;
  • Potencial de geração de créditos de carbono por meio da atividade principal;
  • Potencial de alavancagem financeira com outros parceiros.

Observações importantes:

  • As datas e etapas poderão sofrer modificações a critério único e exclusivo do Fundo Vale e Palladium.
  • A participação no mapeamento não gerará nenhuma obrigação legal do Fundo Vale junto aos negócios inscritos.

 INSCREVA-SE AQUI

Perguntas abertas do questionário aqui.
Para maiores informações ou em caso de dúvidas, entre em contato: mapeamento2022@fundovale.org