Criado pela Vale em 2009, o Fundo Vale é uma associação sem fins lucrativos com o título de Organização da Social Civil de Interesse Público (Oscip). Seus mantenedores atuais são a Vale S.A. e a Companhia Portuária da Baía de Sepetiba (CPBS).

Sua governança conta com Assembleia Geral, Conselho Gestor (órgão deliberativo) e Conselho Fiscal. A operação do Fundo Vale é realizada pela Diretoria, que executa os direcionamentos e decisões do Conselho Gestor.

Assembleia Geral

Órgão soberano do Fundo Vale, é constituído pelos membros associados, que são divididos em duas categorias: os Fundadores-Mantenedores e os Mantenedores. Cada um deles tem direito a um voto. Suas competências são eleger e dar posse aos membros dos demais conselhos e comitês da governança, aprovar regimentos internos, orçamentos, gastos e atividades.

 

Conselho Gestor

Constituído por no mínimo três e no máximo cinco membros efetivos e seus suplentes com mandato de três anos, eleitos pela Assembleia Geral, tem a função de propor à Assembleia Geral traçar as regras de administração, aprovar adoção e normas e medidas necessárias ao melhor desempenho do Fundo, examinar orçamentos e balanços anuais, bem como aprovar as parcerias e iniciativas desenvolvidas pelo Fundo Vale. Além disso, aprova e acompanha o plano de trabalho anual da organização.

 

Membros do Conselho Gestor:

Titulares: José Oswaldo de Siqueira (presidente), Marcos Lewin (vice-presidente), Rodrigo Dutra do Amaral, Rodrigo Lauria de Castro Loureiro e Mirka Schreck.

Suplentes: Sandoval Carneiro Júnior, Marcello Quintella Barbosa, Vitor Monteiro Cabral e Bruno de Souza Manso. (há 1 cargo de suplente vago).

 

Conselho Fiscal

Órgão de funcionamento permanente de fiscalização da administração contábil-financeira e de controle interno da Associação, sendo composto por três membros efetivos e seus respectivos suplentes, todos eleitos pela Assembleia Geral.  Os membros do Conselho Fiscal exercem suas funções por um período de um ano, podendo ser reeleitos.

 

Membros do Conselho Fiscal:

Titulares: Dioni Barbosa Brasil, Benjamim Élio Moro e  Ana Alice Demillecamps.

Suplentes: Bruno Dias Mendes de Moraes, Tiago Chaves de Paula e Patricia Judite Jardim Gardelo.

 

Diretoria Executiva

É eleita pela Assembleia Geral e composta por três membros com mandatos tem duração de três anos, permitida a reeleição.  Compete à Diretoria elaborar, coordenar, promover e controlar a execução dos projetos e do programa anual de atividades aprovadas pelo Conselho Gestor; elaborar o relatório de atividades e o relatório econômico-financeiro e o respectivo demonstrativo de resultados; planejar e submeter ao Conselho Gestor a proposta anual de atuação da entidade; reunir-se com instituições públicas e provadas para mútua colaboração em atividades de interesse comum.

 

Membros da Diretoria Executiva:

Diretor Presidente: Alberto Ninio

Diretora Executiva: Gleuza Jesué

Diretora de Operações: Patrícia Daros